Ir para o conteúdo principal Pular para pesquisar
51 3222-7974 | Porto Alegre - RS
51 3497-6000 | Gravataí - RS

cirurgia miopia

Cirurgia Refrativa – quando é possível reoperar?

Tenho visto muitos pacientes que foram submetidos a cirugia refrativa, que ficaram com grau residual ou que tiveram aumento do grau após algum tempo, com dúvidas sobre a possibilidade de reoperação. A reoperação é uma possibilidade, mas deve obedecer alguns critérios.

Em primeiro lugar a córnea deve possuir espessura suficiente para que se possa fazer nova correção. Ao corrigirmos o grau com o excimer laser, afinamos a córnea. Quanto maior o grau, maior o afinamento. Existe um limite de espessura que não deve ser ultrapassado para que se mantenha a biomecânica natural da córnea. Portanto, para uma reoperação precisa-se avaliar a espessura da córnea operada e o novo grau a ser corrigido para verificarmos a possibilidade de nova correção.

Deve-se considerar a técnica com a qual foi realizada a primeira cirurgia. Se a técnica utilizada foi o LASIK, pode-se apenas levantar o flap feito na primeira cirurgia e fazer a nova aplicação do laser sem necessidade de novo corte. Eventualmente, caso a cirurgia seja muito antiga, o cirurgião pode considerar a possibilidade de fazer novo flap. É importante lembrar que os flaps para o LASIK podem atualmente ser feitos com o Femto Second Laser, sem necessidade de corte com lâmina. Caso a técnica da primeira cirurgia tenha sido o PRK, onde não é feito o flap e o laser é aplicado diretamente na superfície da córnea, deve-se, ao reoperar, observar que estes casos tem maior tendência a fazer um tipo de cicatrização chamado HAZE, em que a transparência da córnea pode ser afetada. Nestes casos, em reoperações após PRK, deve-se utilizar uma substância chamada mitimicina durante a cirurgia para evitar a formação do haze.

A reoperação refrativa é uma possibilidade e normalmente apresenta excelentes resultados. Mas, para isso, é preciso uma avaliação pré operatória tão ou mais criteriosa do que a realizada na primeira cirurgia.

Dr Marco Antonio Kroeff

Veja Mais

Cirurgia Refrativa – Miopia, Astigmatismo e Hipermetropia

O que é Cirurgia Refrativa.

Que problemas a cirurgia refrativa corrige?

Para entender a cirurgia refrativa precisamos entender o que ela corrige. O olho humano possui duas lentes naturais (córnea e cristalino) que tem por função projetar uma imagem nítida na retina, que é a tela onde as imagens são captadas e transmitidas ao cérebro. Quando estas lentes possuem grau inadequado para projetar uma imagem nítida na retina, chamamos isso de erro de refração ou alteração refracional. Há três tipos de erro de refração: miopia, hipermetropia e astigmatismo. A forma mais tradicional de corrigir estas alterações refracionais é a utilização de uma terceira lente (óculos ou lente de contato). Mas existe cirurgia pra corrigir estes problemas! A cirurgia refrativa!

Veja Mais

Lentes de Contato – O que é importante saber!

Quando usamos lentes de contato, estas ficam adaptadas sobre a córnea, que é a lente ocular mais externa dos olhos. Por ser uma lente natural do olho, a córnea precisa ser transparente. E para ser assim, ela não possuí vasos sanguíneos, ou seja, não recebe sangue. Pois, se recebesse, ficaria vermelha e não enxergaríamos através dela. Todas as células, de todas as partes do nosso corpo necessitam de oxigênio para viverem e quem leva oxigênio para as células é o sangue. A córnea é feita de diferentes tipos de células que também necessitam de oxigênio. Se as células da córnea não recebem sangue, como sobrevivem?

Veja Mais

Medicina de Olhos

Medicina de Olhos é um portal de oftalmologia especializado em problemas da Córnea, em especial o Ceratocone; Cirurgia de Catarata e Cirurgia Refrativa (miopia, astigmatismo e hipermetropia). Além disso publica notícias e novidades sobre oftalmologia em geral e saúde ocular.

Veja Mais